A Catalunha desfruta de uma saúde extraordinária em termos de riqueza cultural, espalhada por todo o seu território, entretanto Rupit está no grupo das mais belas vilas da Espanha, e é plena de história e tradição.

A vila medieval de Rupit é incrível, pois mistura beleza natural com a história da Idade Média. A cidade tem ao seu redor raras estruturas rochosas, formadas por longos processos geológicos de erupção vulcânica associada com erosão glaciar e aluvionar (erosão dos rios). É um processo de formação geológica muito interessante. Além de ser esse sítio de rara beleza, a vila medieval ainda se encontra bem preservada, pois tendo se formado por volta do ano 1.000, ainda possui casas de pedra intactas do séc. XII. O mais curioso é que o nome Rupit vem do latim “rupe”, que significa rocha. O mais bucólico é a “Pont Penjat”, que é um dos acessos ao centro da vila.

A “Pont Penjat” e a bela e simpática vila medieval de Rupit.

No alto da rocha foi construído um castelo, de propriedade dos herdeiros de Wilfred, The Hairy (O Cabeludo), o conde de Cardona, e em seu entorno foram surgindo casas. O Castelo de Rupit, do qual hoje restam somente ruínas no alto da rocha, foi construído provavelmente por Ermengol II, conde de Urgell, que viveu de 974 a 1010. Ele estimulava seus súditos nobres a fazer peregrinações a Santiago de Compostela e, além dessa faceta, começou a reafirmar sua autoridade sobre os castelos afastados de seu reino, cujos senhores estavam agindo independentemente de seu poder. Segundo a tradição, ele deve ter vivido no Castelo de Rupit antes de se mudar para Cardona.

Ao fundo e ao alto a ruína do Castelo de Rupit.

A Igreja de Sant Joan de Fàbregues, que está localizada a cerca de 3 km do Castelo de Rupit, era a principal igreja do município durante alguns séculos, entretanto, com o crescimento da cidade, no século XII, as famílias nobres construíram uma nova igreja, Sant Miquel, que atualmente é a igreja paroquial.

 

Igreja de Sant Joan de Fàbregues

Atualmente, Rupit é uma cidade turística, devido à sua aparência medieval, suas lindas casas de pedra, algumas ruas esculpidas na rocha e também por sua beleza morfológica, devido às escarpas, promontórios, domos e mesetas, tanto na sede da vila como em regiões próximas.

Rupit fica na porção nordeste da região de Osana, numa altitude de 868 m e rodeada de estreitas colinas rochosas. Possui um único meio de comunicação: a estrada C – 153 de Olot para Vic, estando localizada a 110 km de Barcelona, ​​a 68 km de Girona, a 32 km de Olot e a 35 km de Vic.

 

A Carrer del Palau de Rupit, com os casarios e a rua original em rocha.

Escarpas estonteantes podem ser vislumbradas a cerca de 1 km em linha reta ao sul da vila, e abaixo delas encontra-se um vale enorme e profundo, onde se localizam duas grandes barragens: a Pantà de Sal e a Pantà de Susqueda. A Riera de Rupit é um pequeno rio que atravessa a cidade e que deságua nas barragens, depois de ter formado o deslumbrante Salt de Sallent

 

As impactantes escarpas ao sul de Rupit.

Em Rupit eu pude dedicar mais tempo a caminhar com calma por todas as ruas e recantos. Cheguei à vila já com uma reserva para o Hotel La Fonda Marsal, que indico, pois cumpriu muito bem tudo aquilo que se espera de uma boa acomodação e, ainda melhor, ofereceu-me gratuitamente o mapa da vila. Munido do mapa, caminhei sem cessar por toda a vila. E a emoção aflorava a cada momento, como, por exemplo: passando pela ponte suspensa (onde alguns ficam com medo por balançar), caminhando pela Carrer Coll de Castell à noite, subindo a Carrer de La Pedrera durante o dia (de onde se tem uma linda vista), fazendo a trilha em direção da Ermita de Santa Magdalena ou ficando impactado com a beleza de um domo de rocha numa curva da Carrer del Bac de l’Era.

Rupit é uma vila fascinante e seus moradores são gentis e generosos. Conversei e me encantei com a jovem vendedora da loja Ca l’Ample de Rupit, com a dona da padaria Forn de Pal’Era, com a garçonete da Cafeteria El Tarota e com os garçons do restaurante do hotel, enfim uma vila povoada de personagens muito simpáticas. Surpreendentemente a vila possuía apenas 279 habitantes em 2018, de acordo com o Instituto Nacional de Estatística.

 

O domo de rocha ao fundo e acima das casas, numa curva da Carrer del Bac de l’Era.
Compartilhe com os seus amigos.
Share on Facebook
Facebook
Email this to someone
email
Share on LinkedIn
Linkedin
Print this page
Print

One thought on “

Rupit – Cidade esculpida na rocha”

Gostou? Deixe o seu comentário.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *